Designação do projeto

Peneda-Gerês CompetiTUR – Competitividade das PME do Turismo na Peneda-Gerês

 

Código do projeto

NORTE-02-0853-FEDER-000029

 

Objetivo principal

Reforçar a competitividade das Pequenas e Médias Empresas

 

Região de intervenção

Norte

 

Entidade beneficiária

ADERE-Peneda Gerês

 

Entidades cobeneficiárias

ACIBTM – Associação Centro de Incubação de Base Tecnológica do Minho

IPVC – Instituto Politécnico de Viana do Castelo | Escola Superior de Desporto e Lazer

 

Data de aprovação

10/03/2017

Data de início

01/09/2017

Data de conclusão

31/08/2018

Custo total elegível

546.675,21 EUR

Apoio financeiro da União Europeia

FEDER – 464.673,93 EUR

 

Descrição
O Projeto tem como prioridade a competitividade das PME do setor de turismo, e em particular do turismo natureza, na região Peneda-Gerês, um território que do ponto de vista dos fatores de competitividade e diferenciação do destino, tem já a seu favor o facto de ser o único no Parque Nacional do país, uma Reserva da Biosfera declarada pela UNESCO e uma área protegida reconhecida pela Carta Europeia do Turismo Sustentável (CETS).

A competitividade de um destino turístico depende, em grande medida, da qualidade e diferenciação dos seus recursos e ativos e da capacidade das empresas transformarem esses recursos ímpares num produto transacionável, inovador, diferenciador e, portanto, mais competitivo. Tornar o destino mais competitivo significa, então, ter empresas mais competitivas.

Assim, esta operação vai apoiar e incentivar a competitividade das empresas que atuam na economia do turismo na região, atuando ao nível da resposta a fatores críticos de competitividade.

 

Objetivos

– Reforçar a competitividade das PME do setor do turismo de natureza, na região da Peneda-Gerês
– Aumentar a visibilidade internacional do turismo do território do PNPG, considerando o mais recente atributo de ser RESERVA MUNDIAL DA BIOSFERA

– Preparar as empresas para a internacionalização

 

Ações

  1. Promoção, divulgação e disseminação
  2. Reforço da competitividade das PME da economia do turismo
  3. Ação piloto: Matriz de comparação de sistemas internacionais e nacionais de certificação de empresas de turismo de natureza/ ativo/ ar livre
  4. Ação piloto: Matriz de referenciais de qualidade e certificação para empresas do alojamento, da restauração…
  5. Criação da plataforma web para promoção do turismo dos Concelhos do PNPG e Realização de Campanhas Promocionais Digitais

 

Indicadores.

– 32 Empresas participantes nas Comunidades de Inovação

– 5 PME com 10 a mais pessoas ao serviço (CAE Rev.3 – B a H, J, K, M e Q) com atividades de inovação